Skip to content

Um mundo em que hábitos são decretos

15/02/2012

No mundo de Kafka as fúrias se antecipam ao crime. Existe a inversão de culpa e a paralisação do tempo.
Kafka não se sente preso por dentro, mas por fora. Kafka pode inverter a sequência de causa e efeito: por exemplo, o romance ‘O Processo’, começa com uma acusação, que permanece totalmente vazia, mas que arrasta o acusado para a culpa.

A punição, portanto, se antecipa cronologicamente ao crime.

(Günter Anders – Kafka: pró e contra)

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Arthur Souza permalink
    16/02/2012 03:24

    ParaliZação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s